• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

DESPERTA!

DESPERTA!

Facebooktwitter

 

Por Wagner Borges

Oh, tu!

Que dormes nos braços de Morpheus*…

Desperta!

Já é chegada a hora.

A Luz te chama.

O Sol do Samadhi** já despontou…

Na linha do horizonte da consciência.

Abre o os olhos e venha…

A senda está fresca e clama pelos teus passos.

Não te demores mais.

Ascende a Luz do Sol do Coração…

Ao Sol do topo da cabeça, na coroa dos mil raios***.

E saúde o Sol do Samadhi em ti mesmo.

A Luz te chama.

Desperta!

E entre na senda…

E caminhe sem esmorecer.

Avante, e não te detenhas até alcançar a meta.

Tu és o Espírito Eterno, a Centelha Divina.

Por isso, não faças por menos: Desperta!

Pois a Luz te chama.

 

(Esses escritos são dedicados a Krishna, o Senhor dos Olhos de Lótus.)

 

– Wagner Borges – pequeno coração nas ondas de um Grande Amor…

 

– Notas:

* Morpheus – o deus grego do sono.

** Samadhi – do sânscrito – expansão da consciência; estado de consciência cósmica.

*** Coroa dos mil raios – metáfora iogue para o chacra coronário.

Obs.: Chacra Coronário – é o centro de força situado no topo da cabeça, por onde entram as energias celestes. É o chacra responsável pela expansão da consciência e pela captação das ideias elevadas. É também chamado de chacra da coroa. Em sânscrito o seu nome é “sahashara”, o lótus das mil pétalas. Está ligado à glândula pineal.

Obs.: A pineal é a glândula mais alta do sistema endócrino, situada bem no centro da cabeça, logo abaixo dos dois hemisférios cerebrais. Essa glândula está ligada ao chacra coronário, que, por sua vez, se abre no topo da cabeça, mas tem a sua raiz energética situada dentro dela. Devido a essa ligação sutil, a pineal – também chamada de “epífise” – é o ponto de ligação das energias superiores no corpo denso e, por extensão, tem muita importância nos fenômenos anímico-mediúnicos, incluindo nisso as projeções da consciência para fora do corpo físico.

Facebooktwitter