• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

ECTOPLASMIA E ALIMENTAÇÃO

ECTOPLASMIA E ALIMENTAÇÃO

Facebooktwitter

Por Dalton Campos Roque – www.consciencial.org

Sim, num sujeito naturalmente ectoplasta a alimentação vai influir no aumento ou diminuição do ectoplasma.

Num caso de desgaste energético é importante fazer reposição eletrolítica com soro fisiológico ou Forten.

Num caso de prevenção é aconselhável comer nozez, castanha do pará, castanha de caju e um pouco de amendoin – esta segunda testada por mim.

Sou gerador de ectoplasma e chego a estragar máquinas.

O ectoplasma é fabricado por todas as células do corpo, mas mais intensamente pelas células mais internas.

Ele deve ser fabricado no condrioma (casa de força de célula) – hipótese minha, Dalton.

O ectoplasma se acumula muito no intestino grosso e pode causar uma série de desconfortos se não for exteriorizado inclusive doenças.

Médiuns de cura e de incorporação que não trabalham seu ectoplasma em alguma forma de doação assistencial podem muito facilmente apresentarem sintomas repentinos e sem motivo de males físicos (doenças) e psíquicos que vão se agravando e tornando-os doentes e até desequilibrados (a beira da loucura) caso não trabalhem – estes NÃO possuem livre-arbítreo estão no serviço compulsoriamente e se ferram em todos os sentidos ao não executarem a missão programada para sua encarnação presente.

Sobre o tipo sanguíneo na influência da ectoplasmia não sabe-se nada, fica aí uma hipótese de estudo. 

Algumas pessoas tem um poder de autopercepção sinestésica e alguns chegam a uma autoscopia interna que é como uma clarividência interna de si mesmo, de seus orgãos, alguns veem de forma microscópica, etc, é um parapsiquismo raro e fantástico. Estes podem avaliar com grande exatidão como os alimentos agem dentro de si para isto ou aquilo.

Não existem alimentos sadios que atuam na soltura do duplo etérico! 

Só ingestão de substâncias tóxicas atuam de tal forma agressivas que aumentam a soltura do duplo de forma abrupta e patológica podendo causar danos permanentes. 

O autodomínio energético (práticas bioenergéticas) vem com muita prática, infinita paciência e muito autopesquisa.

O autodomínio energético pode ajudar muito no caminho da imperturbabilidade psíquica-energética, mas pode reforçar vários egos como o orgulho e arrogância, antes é fundamental trabalhar os pensamentos – sentimentos pessoais, dominando os egos, para depois dominar as energias. Magos Negros são exímios dominadores e controladores de suas energias! Trabalha-se antes o pensene, a virtude, os egos, depois as energias, este é o melhor e mais rápido caminho. 

Um bom pensene (pensamento – sentimento – energias) padrão leva ao voluntariado, a humildade lúcida e madura, a fraternidade de auxilar o irmão, ou seja, trabalha os chacras mais altos, do cardiochacra para cima, garantindo que os 3 de baixo não irão dominar o controle da criatura.

A criatura pode ser um potente bioenergético, um ostensivo médium, um super projetor consciente, ter um alto QI com uma montanha de cultura e ser um completo incauto evolutivo.

São apenas pontos de vista pessoais de Dalton. Aqui não existe nenhuma “verdade”, nem relativa, nem absoluta, nem de ponta e nem de traseira, pois não curto medidas cartesianas, prefiro o sobrevoo do Paradigma Consciencial

Por Dalton Campos Roque – www.consciencial.com.br

Facebooktwitter