• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

Mensagens diversas de Hercílio – Ramatís

Mensagens diversas de Hercílio – Ramatís

Facebooktwitter

Outros países e povos além do Brasil também apreciam
o futebol; mas, conforme as estatísticas, esse esporte é preferido e admirado por mais de 90% dos brasileiros, porque ajusta-se eletivamente ao temperamento e à emotividade de tão buliçosa gente!
Assim como as manifestações artísticas, emotivas e culturais de um povo podem identificar-lhes a compostura temperamental, os costumes, a índole pacífica ou belicosa, ateísta ou religiosa, a preferência por certo esporte dominante indica algo de sua psicologia e sentimentos. Há povos que se devotam a esportes sangrentos, como as touradas, brigas de galo, onde vazam a sua belicosidade; outros, exteriorizam a sua brutalidade mal contida sob o verniz da civilização, na prática violenta do boxe, esporte dos trogloditas.
Em conseqüência, o Brasil devota-se quase exclusivamente ao esporte associativo do futebol, desde as classes mais deserdadas até aos cérebros de boa estirpe intelectiva, porque é o que melhor se relaciona com o temperamento fraterno, jubiloso e prazenteiro do seu povo.Evidentemente, sob a força incessante do progresso e através de regras e leis cada vez mais evoluídas, o futebol tende a se tornar um fascinante espetáculo artístico e filigranático, capaz de satisfazer as exigências mais incomuns. Atualmente, ele já Se distancia bastante da velha competição brutal e violenta, tipo de “quebra canelas” do passado, e torna-se cada vez mais técnico, aprimorado e saudável. Cada vez mais exige dos seus cultores a mente aguçada, decisões rápidas, sagacidade, esperteza, controle nervoso e até elegância. Difere do futebol antigo e crivado de arremessos violentos da pelota, onde prevalecia uma espécie de rolocompressor sob o peso corporal dos jogadores!
E esporte que requer, cada vez mais, escola, curso e adestramento específico, cujos participantes também precisam conhecer as regras disciplinadoras e submeterem-se docilmente ao comando do juiz, que é o responsável pela ordem e equanimidade das competições. Em face desse academismo, que já delineia um ministério dos esportes, no Brasil, os jogadores rebeldes, egotistas ou que falseiam em sua vida particular, tornam-se antipáticos ao público cada vez mais exigente, quanto à técnica no campo e a conduta na sociedade!

Livro: A Vida Humana e o Espírito Imortal- Ramatis/Psicografado por Hercilio Maes

Facebooktwitter