• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

O Azul de Krishna

O Azul de Krishna

Facebooktwitter

Por Wagner Borges

“Quando a escuridão mais profunda cercar seu caminho, lembre-se do Meu azul e do Meu sorriso preenchendo sua consciência.

Lembre-se que o fogo do discernimento está ardendo em seu Ser.

Por sua ação purificadora, as camadas do ego são obliteradas.

Aja em nome da virtude e não tema os aguilhões das trevas.

Siga a senda da boa vontade e seja digno dos objetivos elevados.

Encha o tubo central de sua coluna com o azul de Minha alma na sua.

Faça um rio azul ascender pela coluna e alcançar o lótus das mil pétalas*.

Queime suas imaturidades no fogo da sabedoria.

Erga os olhos espirituais e veja o azul do céu na nave de seu coração.

Siga firme e fique contente, pois o azul do céu sempre protege aqueles que trilham o caminho da Luz.”

Este é o recado de Krishna para os viajantes dos caminhos espirituais.

 

Paz e Luz.

 

– Ananda** –

            (Recebido espiritualmente por Wagner Borges – Texto extraído do livro “Na Luz de Krishna – Editora Zennex – 2007.)

 

– Notas:

* Lótus das mil pétalas – metáfora iogue para o chacra coronário.

Obs.: Chacra Coronário – é o centro de força situado no topo da cabeça, por onde entram as energias celestes. É o chacra responsável pela expansão da consciência e pela captação das ideias elevadas. É também chamado de chacra da coroa. Em sânscrito o seu nome é “sahashara”, o lótus das mil pétalas. Está ligado à glândula pineal.

(A pineal é a glândula mais alta do sistema endócrino, situada bem no centro da cabeça, logo abaixo dos dois hemisférios cerebrais. Essa glândula está ligada ao chacra coronário, que, por sua vez, se abre no topo da cabeça, mas tem a sua raiz energética situada dentro dela. Devido a essa ligação sutil, a pineal – também chamada de “epífise” – é o ponto de ligação das energias superiores no corpo denso e, por extensão, tem muita importância nos fenômenos anímico-mediúnicos, incluindo nisso as projeções da consciência para fora do corpo físico).

** Ananda – do sânscrito – Bem-Aventurança; Êxtase Espiritual.

Obs.: O amparador extrafísico que me passou espiritualmente esse texto usa o nome de Ananda em homenagem a Krishna. Segundo ele, pertencer as hostes espirituais de trabalhadores do Senhor dos Olhos de Lótus já é motivo de grande felicidade espiritual.

Facebooktwitter