• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

O Emissário das Sombras

O Emissário das Sombras

Facebooktwitter

Por Agnaldo Cardoso, Itapuã Editora

(…)
– Sei que este é um projeto de execução a longo prazo.Personalidades ressonantes
Há muito tempo, os nossos mais hábeis planejadores trabalham em algo que realmente dará resultados satisfatórios.
Agora estamos prontos. Alguma pergunta?
– Mestre! Confesso que tenho algumas dúvidas. Não serei descoberto? As forças que vou enfrentar são reconhecidamente poderosas. A proteção que recebem é algo espantoso e…
– Pare! Não quero, nem aceito hesitações. Você é o mais preparado de todos os meus seguidores. Inteligente, determinado, carismático, vaidoso, encantador, egoísta, ambicioso ao extremo, rápido de raciocínio, conversa fácil, orgulhoso, etc., etc., etc.
Além disso, você vai nascer no meio deles! Um belíssimo lobo disfarçado. Espero – para seu próprio bem –que faça um verdadeiro estrago naquele redil que tantas baixas tem causado em nossas fileiras! — Sentenciou a horrível entidade que ali era chamada de mestre.
– Meu próprio bem?
– Sim! Você não quer libertar alguém da masmorra negra?
– É o que mais desejo!
– Então não falhe! Mais alguma pergunta?
– Depois de nascer, vou conseguir me lembrar de tudo o que planejamos?
– Em todas as ocasiões em que tentamos vencê-los com o uso da força, das ameaças, do medo, terminamos perdendo.
Agora será diferente. Vamos ser inteligentes, pois aquela casa tem alicerces quase indestrutíveis. Se assim é, para quê desgastar nossas forças, se não conseguimos abalar suas estruturas?
Agora a nossa tática mudou. Você estará lá! No meio deles! Será um deles! Vai estudar muito e sempre estará à disposição dos “menos favorecidos”. Depois de um bom tempo, com nome e conceito firmados, aos poucos, utilmente, você irá sugerindo pequenas modificações na forma de conduzir o estabelecimento.
Tentaremos fazer com que você seja criado por aquele que será o dirigente encarnado daquela Casa. De início, seja um bom “filho” e se mostre desprovido de qualquer desejo em termos de cargos de direção. Depois, lentamente, vá fazendo a cabeça dele e o convença a aceitar as pequenas modificações na forma de conduzi-la.
Chegará o momento em que outros trabalhadores vão desejar que você assuma a Casa. Não aceite! Os pedidos se multiplicarão e, sem outra saída, você terá que – muito a contragosto – assumir o “sacrifício” de dirigir a casa, embora “lamentando” muito a queda do antigo dirigente.
A partir do momento que você reencarnar, terá a companhia de dois dos nossos melhores e mais preparados mestres em obsessão e hipnose, que o defenderão dos ataques da Luz e lembrarão constantemente as suas obrigações com as trevas. Estamos combinados?
– Se o grande Castro Pereira está dizendo…
– É, estou dizendo sim. Comigo só há duas alternativas: vencer ou vencer! Conseguindo ou não, assuma a direção e comece a rachar as estruturas morais daquela maldita casa.
Saia! Saia e funde outro centro espírita, pois muitos irão acompanhá-lo.
– Espere! Mesmo que eu vença? Que eu assuma a direção? Não entendi…
– Você pensa que o meu grande objetivo se encerra naquela Casa? Que passei quase meio século te preparando para destruir uma única Casa?
– Não?
– Não! Este local será apenas um marco, porque o meu objetivo final é o malfadado Espiritismo! A sua nova Casa, aos poucos, irá sepultando as idéias codificadas pelo tal de Allan Kardec, que vem nos derrotando sistematicamente desde que organizou o Consolador prometido pelo Cordeiro.
– Mas desta vez nós vamos mesmo vencer?
– Claro! Depende única e exclusivamente de você, que foi preparado e instruído pelos mais sombrios e inteligentes planejadores. Vá! Mostre ao mundo que o Espiritismo é um engano, uma fraude, que é apenas mais uma seitazinha caça níquel, para enganar os tolos!
Mas primeiro torne a nova casa, famosa, conhecida, ponto de referência para todos os idiotas que professam, acreditam ou têm simpatia pela enganosa doutrina. Depois, quando começarem as modificações, muitos dirão:
– Se até aquele centro tão conhecido e conceituado no meio espírita está fazendo isso e aquilo, então deve estar correto.
– Faça bem feito o que lhe compete fazer. Lembre-se da pessoa que padece na masmorra negra… Cumprindo bem sua parte, nós que fazemos as trevas, num gesto de deferência, entregaremos a você a chave da masmorra que tanto anseia.
Isso irá acontecer no dia em que você fundar o nosso centro espírita! Centro espírita à moda das sombras! À nossa moda!
Em breve você reencarnará. Até lá, continue estudando a famigerada Doutrina dos Espíritos. Para se vencer um bom combate, sempre será indispensável conhecer bem o inimigo. Pretendemos mesmo exterminar a tal doutrina? Então tratemos de conhecê-la e dominá-la em profundidade!
Não perca tempo procurando falhas no seu conteúdo doutrinário. Constrange-me admitir, mas sou obrigado a reconhecer que as possíveis “brechas” que nos darão o indispensável acesso, não estão na doutrina. Elas estão nos espíritas! E é neles que você vai concentrar todos os seus esforços no sentido de disseminar a discórdia, o descontentamento, a inveja; os nossos aliados, o orgulho, o egoísmo e a minha predileta: a vaidade!
Ah, só mais uma coisinha. No que se refere ao nome do nosso futuro centro, que tal… Centro Espírita Castro Pereira?

Facebooktwitter