• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

O espírito no centro das nossas atividades cotidianas

O espírito no centro das nossas atividades cotidianas

Facebooktwitter

Postado em Pensamentos de Aïvanhov – 2015

Pensamento do dia 09 de janeiro de 2015.

O espírito no centro das nossas atividades cotidianas

“A vida cotidiana é como uma corrente que os arrasta, muitas vezes sem que vocês tenham o tempo e a possibilidade de perceberem a direção para a qual ela os arrasta. É por isso que vocês estão sempre absorvidos por todo tipo de atividades e compromissos que, no momento, lhes parecem úteis e razoáveis. Após um certo tempo, porém, vocês percebem que perderam muito tempo e muita energia em troca de parcos resultados. Isto não significa que devam dedicar-se apenas aos trabalhos espirituais. Na realidade, toda atividade pode ser benéfica, mas desde que vocês tenham a precaução de se agarrarem bem a um ideal elevado, a uma filosofia divina.

No dia em que vocês aprenderem a construir dentro de si algo de sólido e estável em torno daquele centro que é o seu espírito, todas as suas atividades – até mesmo as suas distrações – contribuirão para alimentar a vida em vocês. O espírito que habita em um ser não rejeita o seu fígado, o seu intestino ou os seus pés, com a desculpa de que eles não são tão nobres quanto ele. Todas as coisas estão em seus lugares e o espírito se serve de tudo, mas permanece no centro. E se esse ser está vivo é justamente porque o espírito permanece no centro.”

Omraam Mikhaël Aïvanhov

Facebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *