• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

O TRABALHO DOS VELHOS XAMÃS…

O TRABALHO DOS VELHOS XAMÃS…

Facebooktwitter

O TRABALHO DOS VELHOS XAMÃS, PAJÉS E “KIMBANDEIROS” – FEITICEIROS DE CURA.

Os Elementais ou Energias Elementais – às vezes chamados de Elementais da Natureza – são energias primárias que sustentam toda a natureza. Não possuem forma nem, obviamente, individuação; apresentam-se em quatro modalidades ou faixas vibratórias, cada uma sintonizada com um dos quatro elementos: terra, água, fogo e ar, que por sua vez se ligam aos Orixás. O corpo físico do homem, à semelhança da terra, do ar, do fogo e da água, é instrumento participe da natureza criada. Essas formas energéticas, Elementais da Natureza, encontram-se também em nós por um mecanismo de semelhança. Muitas vezes, o homem desequilibrado dessas energias em suas polaridades vê-se diante de inusitadas situações, no mais das vezes adoecendo seriamente. Os velhos xamãs afro-ameríndios de antigamente manipulavam com destreza essas energias primárias ligadas à natureza, propiciando a cura junto aos locais vibratórios adequados, quais sejam as cachoeiras, matas, praias ou pedreiras, manipulando as folhas e outros elementos, sabendo com acuidade dinamizar o duplo etéreo dos mesmos. Com a movimentação dos Elementais associados às palavras de encantamentos pronunciadas, junto a esses recantos, conseguiam o reequilíbrio necessário, polarizando as cargas magnéticas despolarizadas das enfermidades, alcançando a cura.

– do livro SAMADHI.
livrariadotriangulo.com

COMENTÁRIO:
O homem moderno quanto mais se distancia da natureza, mais adoece e mais medicamento sintético consome (os que tem acesso aos remédios, que estão caríssimos). As religiões naturistas, como a Umbanda, mantém ainda vivo o conhecimento milenar dos velhos pajés e kimbandeiros – feiticeiros curadores -, ameríndios e africanos, sendo um importante pólo preventivo e terapêutico, contribuindo decisivamente para o equilíbrio da saúde do organismo social, haja visto a total falência da saúde pública oferecida à população, notadamente a mais carente. Norberto Peixoto

pajé-xamã-bruxo-feiticeiro-umbanda-cura (1)

pajé-xamã-bruxo-feiticeiro-umbanda-cura (2)

pajé-xamã-bruxo-feiticeiro-umbanda-cura (3)

 

Facebooktwitter