• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

Passadas e trilhas – VI*

Passadas e trilhas – VI*

Facebooktwitter

 

Por Wagner Borges

O iniciado espiritual respeita, acima de tudo, o Todo**.

E, por isso, também respeita a si mesmo.

Sabe que é um filho do Alto, sempre a serviço da Luz.

Portanto, reconhece a responsabilidade da qual foi imbuído pelos hierofantes*** dos templos celestes.

O seu labor é por Amor e os seus passos na senda espiritual são verdadeiros.

Ele se sente honrado de ser um servidor do Eterno…

Sabe que o brilho das estrelas está em seu olhar.

Ele vive no mundo dos homens sem fé e sem coragem, mas não perde de vista à Luz, pois sabe que o semelhante atrai o semelhante.

Ele aspira a Luz e respira o Sopro Vital do Espírito Supremo.

Não há dissensões em seus propósitos, pois ele sabe que servir à Luz é o propósito real (e ele jamais se permitiria servir as ilusões da arrogância e os arroubos do ego inferior).

Ele sabe que “outros olhos” velam por sua jornada!

E também sabe que está no mundo para aprender e crescer, como todos os homens, seus parceiros de vivências terrestres no aprimoramento consciencial.

E quando ele ora, sabe que está realizando um serviço de comunhão secreta com a Alma do Universo, sempre a favor do bem de todos os seres.

Não é a Luz que é dele; é ele que é d’Ela.

E ele sabe disso – e, por isso, caminha feliz pela senda espiritual e humana.

Sim, ele sabe… E respeita a si mesmo, porque respeita o Todo.

E o Todo está em tudo!

(Texto inspirado por um dos mentores extrafísicos do Grupo dos Iniciados****).

P.S.:

       Não somos seres humanos estudando temas espirituais, não!

         Somos espíritos estagiandotemporariamente no plano físico e aprendendo tudo o que a vivência humana pode nos proporcionar.

         Espiritualidade é valor da consciência esclarecida e independe de se estar nos planos físico ou extrafísico.

         É caráter de Luz, em tudo o que se pensa, sente e faz.

         Muitas vezes, o Alto fala aos homens por intermédio de outros homens…

         Porque algumas palavras projetadas no momento certo podem iluminar a outros corações, que também sentem algo espiritual guiando-os pela vida.

         Ah, o Grande Espírito escreve certo até mesmo por linhas tortas…

         Mas o seu alvo é sempre um: o coração do Ser.

         Oxalá as minhas linhas tortas sejam acertadas por Ele.

         (Quem sabe os motivos misteriosos pelos quais o Alto age?

         Eu não sei nada de grandes arcanos, só sei sentir… E escrever).

 

         Paz e Luz.

        

         – Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.

         São Paulo, 06 de dezembro de 2013.

 

– Notas:

         * As cinco partes anteriores desse texto podem ser acessadas no site do IPPB, nos seguintes links específicos:

Parte I –

http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=379:213-passadas-e-trilhas&catid=31:periodicos&Itemid=57

Parte II –

http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=424:238-passadas-e-trilhas-ii&catid=31:periodicos&Itemid=57

Parte III –

http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=619:337-passadas-e-trilhas-iii&catid=31:periodicos&Itemid=57

Parte IV –

http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2751:478-passadas-e-trilhas-iv&catid=31:periodicos&Itemid=57

Parte V –

http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=11384:1247-passadas-e-trilhas–v&catid=31:periodicos&Itemid=57

** O Todo – expressão hermética para designar o Poder Absoluto que está em tudo. O Supremo, O Grande Arquiteto Do Universo, Deus, O Amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele é Pai-Mãe de todos. Quando se afirma que o Todo é o Grande Hierofante, é no sentido de que Ele é o Supremo iniciador de todos os seres, pois está em tudo!

         *** Hierofante – dentro do contexto das iniciações esotéricas da antiguidade, era o mestre que testava os neófitos (calouros) nas provas iniciáticas.

         **** Os Iniciados – grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente.

Composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.

        

Facebooktwitter