• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

SOBRE REENCARNAÇÃO E PLANETAS

SOBRE REENCARNAÇÃO E PLANETAS

Facebooktwitter

Retirado de:

https://www.facebook.com/groups/apometria.autoapometria/permalink/10153361125340592/

Gostaria de dividir com todos uma troca de posts que tive com um amado familiar que é materialista (cientista de ponta) sobre a reencarnação. Se alguém tiver paciência de ler e de comentar, corrigindo e complementando agradeço.
Tudo começou com um post meu sobre o aborto e evoluiu. A dado momento ele me pergunta:
– Na verdade, da minha pergunta, so captei que a probabilidade de reencarnar é baixa. Então existem casos (na sua doutrina) em que o sujeito morre e acabou? Aí faria mais sentido pra mim.

Minha resposta:

– Não, ninguém morre e acabou.

Na doutrina espírita todos os espíritos terão oportunidades infinitas… até que aprendam. A reencarnação nesse planeta Terra está se tornando mais difícil em função da transformação que hoje estamos passando.

As entidades que não puderem reencarnar aqui, serão transmigrados para outro planeta, ainda em estágio inferior, para recomeçar. (isso já aconteceu conosco, muitos de nós viemos de Capela…)

Imagine um planeta como era a Terra na época dos dinossauros, pouco mais talvez… eles serão levados para lá para terem suas oportunidades de reencarnar, ajudar no desenvolvimento tecnológico e crescer moralmente.

Em alguns milênios, aquele planeta estará no mesmo patamar que estamos e o ciclo continua. Isso é o que diz a doutrina espírita, que conheço mas ainda não adotei plenamente.

– Então o cara pode reencarnar outro planeta. De qualquer forma ele reencarnou. Existe alguma vantagem em reencarnar na terra? Ou ele nao podendo reencarnar aqui, nao poderia receber um upgrade de planeta?

– Sim, é possível reencarnar em outro planeta, mas em determinadas circunstâncias. Mal comparando, pense como uma escola de ciclo único (sonho do Alckmin) em que anualmente você se rematricula para cursar o ano seguinte do mesmo ciclo ou repetir aquele ano.

Se você progride normalmente (mesmo com uma repetição ou outra), ao final da 9a. série você tem de mudar de escola e vai para o 2o. ciclo conhecer outras coisas… e ao final de mais 4 (ou 5 ou 6) anos você vai para outra escola em outro lugar: a universidade (pelo ENEN, sem vestibular) e depois… pós em Harvard… ou Hogwards.

Mudamos de escola, portanto. Curiosamente, a Terra é como uma escola de 1o. ciclo que a partir de agora passa por uma rápida transformação para escola de 2o. ciclo. Os que evoluíram a contento, mesmo com repetições, poderão ficar nessa mesma escola para cursar o 2o. ciclo. Os que ainda estão lá atrás… devem ir para outra escola, “meio longe” diga-se. Lá terão novos professores, oportunidades etc… mas nenhum será jubilado.

– Eu tenho dificuldade em entender pq quando vc fala em oportunidades infinitas eu penso em infinitas fichas de fliperama. Eu quando tenho isso, se faço uma bobagem no começo do jogo eu reseto e começo outra vez. É infinito mesmo… e se eu começar errado vai ser mais difícil terminar o jogo. E mas reencarnações nao deveria ser do mesmp jeito?

– … na metáfora do jogo, as reencarnações são mais interessantes que jogar Mário. Quando reseta o jogo, ao invés de aparecer o mesmo jogo ou a mesma fase, aparece outro, com personagens diferentes, desafios diferentes, o chefão é diferente… isso porque, se você falhou em algum detalhe na partida anterior é porque precisa ser treinado naquilo… O jogo é desenhado exclusivamente para você, suas dificuldades e seu grau de aprendizado acumulado (tô gostando dessa metáfora). A única coisa que não muda é o objetivo geral do jogo.

– Então beleza, mesmo pq vc nao lembra das jogadas anteriores né? Hehehehehe

– Exatamente… isso torna tudo mais emocionante e evita
condicionamentos. O Programador é foda. Se tiver um tempinho, assista esse filme (deve ter em algum lugar, ele legendado). Moooointo interessante:

Facebooktwitter