• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

TRANSIÇÃO PLANETÁRIA

TRANSIÇÃO PLANETÁRIA

Facebooktwitter

Psicografia de por Robson Pinheiro, pelo espírito Edgar Cayce

A terra está sendo removida como um campo preparado para o plantio. O arado do Senhor está em plena atividade fazendo o serviço de remover do solo terrestre as impurezas que precisam ser eliminadas. Outros elementos devem ser selecionados para a produção de frutos de qualidade.
Como uma mãe que sente dores de parto pela proximidade do momento em que dará à luz um filho, um homem novo ao mundo, a Terra geme e estertora.
Mas como disse o Mestre há dois milênios: ainda não é o fim!
Angústia nas nações, mudanças climáticas, revelações sociais. Oscilações na economia e a derrocada do poder dos homens falidos. Tudo isso produz uma certa inquietação nas pessoas mais sensíveis. Toda essa movimentação, tanto física quando social, nos faz pensar que a Terra é um grande organismo vivo, que, como o homem, os filhos da Terra, reflete na área física e social as grandes revoluções que ocorrem na sua vida espiritual.
Multidões de espíritos a serviço do Cordeiro de Deus vão e vêm entre as dimensões da vida, obedecendo às ordens do seu Comandante Supremo, pois a hora da colheita se aproxima.
Os Espíritos do Senhor, realizando a sua vontade sublime e soberana, visitam as regiões sombrias da vida extrafísica, realizando a higienização intensa e profunda dos quistos purgatoriais do globo.
Do lado de cá da vida, a grande mudança está em pleno andamento. Toda essa movimentação de seres comprometidos com a política divina e das energias por eles postas em ação faz com que certos reflexos sejam sentidos no panorama físico do mundo…
Assim como o corpo físico do homem reflete as mudanças que ocorrem na área emocional e mental, também o mesmo ocorre num âmbito mais geral com o planeta Terra.
O conflito final está sendo travado nos bastidores da vida, e as energias desencadeadas pela ação natural do expurgo planetário, da seleção natural dos espíritos que ficarão na Terra e daqueles que partirão fazem com que a Terra se ressinta.
Não somente a ação do homem é o que interfere no sistema de vida do planeta. O mundo está expulsando de si os cânceres astrais, as inteligências sombrias, e, como um grande organismo que se contrai e se movimenta para eliminar os focos de pestilência internos, o planeta Terra reage
.
Em reação natural, progressiva, mas também incrementada por energias poderosas que estão a serviço do saneamento coletivo, faz com que os homens, os encarnados sintam de perto os primeiros sinais de que algo novo está ocorrendo, de que estamos começando a sentir as dores de um parto planetário. Um novo homem, uma nova humanidade e uma nova civilização emergirão das cinzas das antigas.
Água, terra, ar e fogo são os elementos criados e acionados pelo organismo terrestre a fim de dinamizar o processo de expurgo daquelas consciências que não amadureceram e não servem mais para compor o novo corpo da civilização do espírito que triunfará sobre todas as dores e falhas humanas.
Estejamos atentos às nossas responsabilidades; estejamos armados com a couraça da justiça e as armas do espírito, pois o Senhor ordenou que a primeira trombeta seja tocada, e os seus mensageiros já estão de prontidão para o grande dia do Deus Todo-Poderoso.

Edgar Cayce (Psicografia de Robson Pinheiro, em 8/4/2010)

Edgar Evans Cayce (Hopkinsville, 18 de Março de 1877 — Virginia Beach, 3 de Janeiro de 1945) foi um paranormal norte-americano que teria canalizado respostas para questões que tratam sobre espiritualidade, imortalidade, reencarnação, saúde, dentre outras. Também fundou a organização sem fins lucrativos Association for Research and Enlightenment e trabalhou como fotógrafo.

Cayce teria sido um dos maiores Profetas / Paranormais da História. Era chamado pela mídia norte-americana como “O Profeta Adormecido”, porque predizia eventos futuros e prescrevia medicamentos com os olhos fechados, relaxado sobre um divã e ao lado de uma taquígrafa realizando as anotações, em um suposto estado de “transe”. Nunca errou uma previsão. Foi o primeiro a citar na histório o Portal 11:11, algo citado no livro Portais Interdimensionais e o Portal 11:11 – VErdades e Mitos em www.consciencial.com.br.

Entre algumas predições que teria realizado, estão a previsão do início e do fim dos conflitos da I e II Guerras Mundiais, o surgimento do Nazismo, os conflitos raciais dos EUA desde o início dos anos 20, as datas dos falecimentos de dois dos Presidentes dos EUA à época, a extinção da Liga das Nações (organização que antecedeu a ONU em princípios e objetivos), a Grande Depressão Econômica (1929-1934) dos EUA, o fim do comunismo na Rússia e o surgimento da China como grande potência econômica e cultural.

Entre as predições que ainda não se realizaram, está a III Guerra Mundial, que surgiria do conflito entre a Líbia, Egito, na Síria e em regiões remotas na Indonésia, Golfo Pérsico e Austrália. Outros eventos como transformações do clima, geologia e geografia da Terra, como o aumento do nível dos oceanos, a volta à atividade de falhas sísmico-geológicas e vulcões, a submersão da Califórnia, o desaparecimento de Nova York, a destruição do arquipélago japonês, dentre outros, ainda estão por se confirmar parcial ou inteiramente.

Cayce Hospital, Virginia Beach (2006)

Edgar Evans Cayce era filho de agricultores e suas habilidades psíquicas começaram a aparecer em sua infância. É alegado que Edgar Cayce poderia ver e falar com o espírito de seu avô, dentre outros espíritos e ainda criança podia memorizar livros dormindo sobre eles.
Na área da saúde, teria predito o aparecimento de doenças modernas, como stress, tensão arterial alterada e o aumento de doenças cardíacas.
Clientes de Cayce inclui uma série de pessoas famosas, como Woodrow Wilson, Thomas Edison, Irving Berlin e George Gershwin.
Além das profecias, realizou também um detalhado relato sobre o mítico continente da Atlântida.

Referências
Ir para cima ↑ Edgar Cayce – O Profeta Adormecido
Ir para cima ↑ Bro, Harmon Hartzell. Edgar Cayce: A Seer out of Season , Aquarian Press, London, 1990

Facebooktwitter