• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

Um Alerta Consciencial

Um Alerta Consciencial

Facebooktwitter
Por Wagner Borges
Há muitas pessoas fracas de espírito participando de atividades espirituais.

Algumas podem até parecer fortes por fora, mas a agonia interna de que padecem é facilmente constatada quando são submetidas às provas mais simples elaboradas pela “Mãe Evolução”.
Diante das tribulações diversas a que são testadas no aprendizado terrestre, que exigem flexibilidade, paciência, coragem, desprendimento e jogo de cintura para caminhar no “fio da navalha”, é comum observarmos suas reclamações e atitudes emocionais descabidas, como se fossem pessoas especiais e não estivessem sujeitas às farpas emocionais dos homens ou as provações salutares – que muito purificam, tal qual remédio amargo que purga muitas escórias e incomoda o paladar, mas que é eficaz para equilibrar o sistema -, que lhes são impostas ciclicamente pela ação das leis do Carma**.
Portanto, não há surpresa alguma quando alguém apresenta fraquezas que ninguém esperava. O problema é que as pessoas idealizam demasiadamente a espiritualidade e se esquecem do lado humano ainda tão imaturo.
Costumam confundir situações e projetam uma aura de ilusões em torno dos outros e delas mesmas.
Para o observador atento, há disparidades evidentes nas percepções dessas pessoas. Elas costumam trocar o referencial para justificar as suas incongruências e procuram esconder sua dor interior e sua fraqueza espiritual em meio as posturas externas que apresentam.
Objetivando um melhor esclarecimento dessa informação, convidamos os leitores que participam de algum grupo espiritualista a identificarem as seguintes disparidades conscienciais apresentadas frequentemente por quase todas as pessoas que mourejam na lida espiritual nos campos da Terra:
– Teimosia X Determinação: Fulano de tal é teimoso, mas pensa que é determinado.
– Intransigência X Firmeza: Beltrano nunca escuta ninguém e sempre acha que está certo. Parece forte, mas é intransigente. E nunca admitirá isso!
– Auto-obsessão X Parapsiquismo: Alguém é muito sensível às vibrações espirituais e se orgulha de suas percepções. Porém, sem a devida maturidade espiritual para alicerçar essa sensibilidade parapsíquica, torna-se vítima fácil de suas percepções sem discernimento. Parece sensível por fora, mas é sofrido por dentro.
– Carência X Doação: Determinada pessoa participa de uma atividade de assistência energética semanalmente. Enquanto a reunião se desenvolve, ela pensa em muitas situações de sua vida e seus pensamentos vão longe.
Lembra-se de um desafeto antigo, pensa em seus problemas cotidianos, sente o peso de suas emoções mal-resolvidas e acaba projetando suas carências no meio das energias exteriorizadas. Não costuma faltar às reuniões e parece realmente dedicada à Espiritualidade.
Pena que suas carências internas também não faltam às reuniões e que apenas o seu corpo esteja presente, pois os seus pensamentos sempre a levam para bem longe…
– Peso X Leitura: Algumas pessoas carregam livros pesados na mão e parecem aprofundar-se no estudo dos mesmos. Parecem realmente dedicados à pesquisa salutar da espiritualidade. Porém, não são apenas os livros que carregam que são pesados.
Suas emoções e sua arrogância de saber também são pesadas. E é de bom tom alertá-las que conhecimento sem sabedoria pesa internamente mais do que todos os livros da Terra!
* * *
Apesar da imaturidade de quase todos nas lides espiritualistas, os amparadores espirituais*** sempre aportarão a ajuda devida, dentro de suas possibilidades, pois sua tarefa é sempre a de esclarecer e ajudar.
Mas isso não significa que não possam alertar limpamente quanto aos equívocos apresentados pelas pessoas. Em determinados instantes da trajetória espiritual de uma pessoa – ou de um grupo -, a melhor ajuda prestada é o esclarecimento direto, sem rodeios, mas sempre fundamentado no respeito e na manutenção dos objetivos espirituais colimados.
Que ninguém assuma os esclarecimentos aqui apresentados como algo apontado especificamente para o seu caso. Em lugar de mais uma reação emocional exacerbada, que tal a reflexão silenciosa?
Qual é o ser humano isento de imaturidades? E quem será o juiz da conduta alheia? Alguém é detentor de alta ética, amor e consciência para assumir o papel de “palmatória do mundo”?
Que cada um pondere bem sobre aquilo que achar que lhe cabe, sempre lembrando que, “cada um colhe o que planta”, e que “o semelhante atrai o semelhante”. A “semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. E quem “planta pimentas jamais colherá morangos”.
Embora muitos usem essas expressões acima como axiomas espiritualistas para reflexão teórica, a verdade é que a Natureza os usa na prática para ensinar ao homem terrícola o respeito às leis de causa e efeito e suas correspondências vitais.
Que cada um medite na augusta presença do Cristo abraçando espiritualmente a humanidade sofredora.
Que no silêncio de suas meditações e reflexões, a Divina Providência possa inspirá-los à ascensão consciencial apropriada ao nível de cada um.
Que em seus estudos e práticas espirituais – e também na vida cotidiana -, todos vocês sejam expressões de Paz e Luz.
– Os Iniciados e Ramatís**** –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 04 de fevereiro de 2002.)
– Notas:
* A primeira parte desse texto foi publicada na revista “Espiritismo e Ciência” (número 1 – Editora Mythos.)
** Carma – do sânscrito “Karma” – ação; causa – é a lei universal de causa e efeito – Tudo aquilo que pensamos, sentimos e fazemos são movimentações vibracionais nos planos mental, astral e físico, gerando causas que inexoravelmente apresentam seus efeitos correspondentes no universo interdimensional. Logo, obviamente não há efeito sem causa, e os efeitos procuram naturalmente as suas causas correspondentes. A isso os antigos hindus chamaram de carma.
*** Amparador extrafísico – entidade extrafísica e positiva que ajuda o projetor nas suas experiências extracorpóreas; mentor extrafísico; mestre extrafísico; companheiro espiritual; protetor astral; auxiliar invisível; guardião astral; guia espiritual; benfeitor espiritual.
**** Os Iniciados – grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente.
Composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.
Facebooktwitter