• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

TERCEIRO MILÊNIO – O INÍCIO

TERCEIRO MILÊNIO – O INÍCIO

Facebooktwitter

 

NADA DE ANGELIZAÇÃO SÚBITA NEM ALTERAÇÃO GERAL DE DNA
NEM TODOS PASSANDO A OUTRA DIMENSÃO, TUDO SEM ESFORÇO

“É claro que não deveis aceitar um acontecimento miraculoso, em que o homem se angelize subitamente, apenas sob o toque da magia sideral do esperado terceiro milênio. O juízo final expurgará para ambientes adequados os espíritos que não se ajustam à urgência da Terra em se ajustar às novas funções astrofísicas que lhe foram previstas pelos Mentores Siderais durante a sua formação astronômica.
Não se trata de proceder à edificação de súbito viveiro de anjos vencedores de um concurso celestial denominado “Fim do Mundo”, mas sim de oferecer melhor oportunidade para a felicidade humana.
O terceiro milênio não significará um cenário festivo, celestial, adrede preparado pelos Mentores Siderais a fim de serem premiados os vitoriosos com boas notas no exame de seleção espiritual!
É o panorama adequado para almas de ideais superiores e distanciadas das paixões animais, mas exigirá a aplicação tenaz do novo habitante. Os propósitos de alta espiritualidade e a vontade disciplinada edificarão a formosa coletividade.

O TRABALHO VAI CONTINUAR

Os colocados “à direita do Cristo”, que reencarnação sucessivamente na Terra, nem por isso ficarão isentos de contínuo labor para a sua definitiva alforria espiritual.
É óbvio que o ambiente higienizado da comunidade seleta do terceiro milênio exigirá também mais responsabilidade espiritual aos seus componentes. Os deslizes e as negligências futuras terão aspectos mais severos porque, embora não sejam delitos destrutivos como os que praticais atualmente, terão maior repercussão no ambiente selecionado.
Embora o próximo milênio se torne feliz ensejo de elevação espiritual para os direitistas, a ascese espiritual continuará tão intensa e severa como antes, para que a gestação interno do anjo não seja sacrificada pela excessiva confiança no meio higienizado. O traje de seda exige ainda mais cuidado do que a roupa de algodão!

A CRONOLOGIA DO “FIM DOS TEMPOS”

Antes que o terrícola houvesse criado o calendário humano, os eventos do juízo final já estavam determinados com absoluta precisão, nos planos da engenharia sideral. Não é a ampulheta terrestre que há de determinar a época exata dos fatos proféticos, mas são os sinais dos tempos, previstos pelas profecias do passado, que assinalam o momento chegado. Não há afobação na mecânica sideral, para que esses acontecimentos se realizem exatamente em vésperas do terceiro milênio ou sejam registrados à ultima hora, para que não ultrapassem as tradições humanas.

OS PRIMEIROS TEMPOS

As convulsões geológicas e as inundações, como produtos naturais da elevação do eixo terráqueo, não permitirão, logo de início, uma absoluta estabilidade e segurança mesológica. Continuarão a registrar-se, ainda, certos impactos subterrâneos, embora cada vez mais fracos. Apesar de apresentar a Terra satisfatórias condições de habitabilidade, a humanidade terrícola ainda não encontrará, no início do terceiro milênio, um panorama edênico e venturoso.
Serão aplicados todos os esforços e conhecimentos artísticos, científicos e educativos para a edificação de um cenário agradável à existência humana. O êxito não será obtido de modo “ex-abrupto”, mas sim no decorrer dos primeiros dois ou três séculos, com fruto do entendimento entre as criaturas.
Distantes das angústias atuais, do fantasma da guerra, todos os esforços e realizações hão de convergir apenas para um só objetivo – um mundo melhor!”

RAMATÍS
“Mensagens do Astral”

Facebooktwitter