• Brasil
Ramatis Livros Espíritas Universalistas

VINTE TOQUES ESPIRITUAIS DOS AMIGOS DE RAMAKRISHNA

VINTE TOQUES ESPIRITUAIS DOS AMIGOS DE RAMAKRISHNA

Facebooktwitter

 

1. O coração cheio de ódio é igual a areia movediça: traga o discernimento e leva a consciência para o fundo das emoções torpes.

2. Os crocodilos da tristeza adoram abocanhar os egos gordos e arrogantes.

3. De que adianta malhar só o corpo físico, se as emoções e os pensamentos continuarem pesados de ignorância e apegos sensoriais?

4. De que adianta fazer uma oferenda externa para divindades ou seres espirituais, se, por dentro, não houver a devida sintonia para oferecer aquilo que o Céu realmente quer: a cabeça do ego oferecida na bandeja do bom senso!

5. Quando não há discernimento, o fanatismo impera. O verdadeiro diabo é a ignorância.

6. Brahman* é a Causa de tudo. O seu templo é em todo lugar. Ele é tudo!
Por isso, os antigos rishis** ensinavam: “Ele está em cima e embaixo; à direita e à esquerda; atrás e na frente; dentro e fora. Ele está em tudo!”

7. Cada ser vivo é um avatar do Divino. Mas, nem todos têm consciência disso.
Rama, Krishna e Jesus tinham essa consciência. Eles sabiam! Por isso foram reverenciados como grandes avatares do Supremo.
Os seus ensinamentos sempre foram claros: “O Divino habita em cada coração!”
Ao descerem à Terra, eles impulsionaram a evolução de todos os homens.
E até hoje eles continuam inspirando a humanidade, de maneiras admiráveis e sutis, que o mundo não sabe. Os seus objetivos continuam os mesmos: despertar a consciência do Amor nos corações de todos…
Para que todos também sejam grandes avatares do Absoluto, em cada pensamento e em cada ato praticado, de forma lúcida e generosa.

8. De que adianta pregar os ensinamentos dos mestres externamente, se, por dentro, o pregador não é mestre nem de si mesmo?

9. Ensinamento de Ramakrishna: “Os avatares são como locomotivas carregando os vagões cheios de espíritos e homens na direção de Deus.”

10. Quando o coração está cheio de Amor, transborda de Luz e dádivas… essa é a “cheia do espírito”, que deságua no Grande Oceano da Consciência Cósmica de Brahman.

11. Apenas um toque da flauta de Krishna é capaz de fazer os chacras*** brilharem como pequenos sóis.

12. O iogue consciente extrai o prana do ar, e o Amor do prana****. Ele sabe que Ioga é União!

13. Técnica para encher o coração de Amor: meditar no sorriso terno de Jesus.

14. Quantas vezes a língua, esse pequeno pedaço de carne, causou grandes estragos nas relações humanas? Por isso, Jesus alertou: “Muitas vezes, o mal não é o que entra, mas o que sai da boca do homem!”

15. Técnica para cumprir bem o Darma: meditar na lealdade, coragem e honra de Rama.

16. Quem deseja o mal de alguém, já é infeliz pela própria má intenção. Mas, a maioria das pessoas não tem consciência disso. Muitas dores e tristezas começam no pensamento maldoso gerado na intenção de alguém.

17. Semear discórdia ou acalentar vinganças torpes no coração é um péssimo investimento. Como diz o ditado popular, “quem semeia vento, colherá tempestade!”

18. De que adianta parecer próspero, por fora, apenas por ostentação do ego, se, por dentro, o coração é miserável? Por isso, Jesus ensinou: “De que adianta a alguém ganhar o mundo, se perder a própria alma?”

19. O homem não está sozinho no universo. Há muitas estrelas e outros povos. Por isso, Jesus ensinou: “Na Casa do Pai há muitas moradas!”

20. Técnica para ficar brilhante e pacífico: meditar no que significa realmente a expressão “Paz e Luz”.

Paz e Luz.
Amor e Discernimento.

– Os Amigos de Ramakrishna***** –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges.)

– Notas:
* Brahman – do sânscrito – O Supremo; O Grande Arquiteto Do Universo; Deus; O Amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência, além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-Lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele/Ela é Pai-Mãe de todos.
** Rishis – do sânscrito – sábios espirituais; mestres da velha Índia; mentores dos Upanishads.
*** Chacras – do sânscrito – são os centros de força situados no corpo energético e têm como função principal a absorção de energia – prana, chi -, do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.
Os principais chacras são sete – que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.
Obs.: Ver o texto “Chacras e Cura Psíquica – II”, no seguinte link do site do IPPB: http://www.ippb.org.br/bioenergia/chacras-e-cura-psiquica-ii
(E para mais informações detalhadas sobre bioenergia, aura e chacras, ver a seção específica no site do IPPB, no seguinte link: http://www.ippb.org.br/bioenergia).
**** Prana – do sânscrito – sopro vital; força vital; energia.
***** Os Amigos de Ramakrishna são um grupo de mentores extrafísicos ligados aos ensinamentos universalistas de Paramahamsa Ramakrishna. Na verdade, são meus amigos de outras vidas e, de vez em quando, aparecem para matar a saudade e dar uns toques espirituais legais.
Certa vez, um deles me disse: “Sair do corpo é fácil. Difícil é ficar em paz, dentro ou fora do corpo.”
Eles também me ensinaram essa verdade: “Dias ruins não são aqueles de tempestade, que até limpam a atmosfera de fora, mas aqueles dias em que permitimos as pesadas nuvens da mediocridade toldando o céu do coração, dentro de nós mesmos”.
Agradeço a esse grupo de amigos pela amizade e pelos toques conscienciais pertinentes, que sempre me ensinam muito.
Obs.: Paramahamsa Ramakrishna: mestre iogue que viveu na Índia do século 19 e que é considerado até hoje como um dos maiores mestres espirituais surgidos na terra do Ganges. Para se ter uma idéia de sua influência espiritual, posso citar que grandes mestres da Índia do século 20 se referiram a ele com muito respeito e admiração, dentre eles o Mahatma Ghandi, Paramahamsa Yogananda e Rabindranath Tagore.

Facebooktwitter